[RESENHA] “Jane Eyre”, de Charlotte Brontë

Em seu mais famoso livro, a mais velha das irmãs Brontë, Charlotte, escreveu um romance de formação com nuances góticas e vitorianas. A trama segue atual, sem deixar uma rota de fuga, dando-nos apenas a opção de apreciar cada detalhe de Jane Eyre. O clima de constante indignação durante toda a obra é a essência de Charlotte, que expõe questões de religiosidade, classes sociais e sexualidade, principalmente no cerne do espaço da mulher em sociedade.

Anúncios

[RESENHA] “A Amiga Genial”, de Elena Ferrante

O primeiro romance da tetralogia napolitana imerge à história de amizade de duas mulheres, Elena Greco (Lenú) e Rafaella Cerullo (Lila). A narração é iniciada em meados da década de 1950. O período do pós-guerra, a dominância da máfia na Itália, o machismo e a pobreza, formam o plano de fundo tecido magistralmente pela escritora.

[RESENHA]: “Perto do coração selvagem” de Clarice Lispector

Livro: Perto do coração selvagem Ano: 1943 Páginas: 202 Editora: Rocco Gênero: Romance Autora: Clarice Lispector Perto do coração selvagem é o romance de estreia de Clarice Lispector. Demorei um pouco neste livro, cada página lida era um choque realístico, um tapa que nos faz acordar para algo que nem sabíamos existir. Por suas páginas … Continue lendo [RESENHA]: “Perto do coração selvagem” de Clarice Lispector

[RESENHA] “Para você não se perder no bairro” de Patrick Modiano.

Livro: Para você não se perder no bairro Ano: 2014 Gênero: Romance Páginas: 144 Editora: Rocco Autor: Patrick Modiano Tradução: Bernardo Ajzenberg Um convite à reflexão sobre nossas lembranças e a inerente solidão humana. De leitura clara e direta, Patrick Modiano, vencedor do Prêmio Nobel de Literatura de 2014, nos apresenta um livro capaz de levantar reflexões, principalmente relacionadas às lembranças dolorosas … Continue lendo [RESENHA] “Para você não se perder no bairro” de Patrick Modiano.