Resenha

[RESENHA] “Jane Eyre”, de Charlotte Brontë

Em seu mais famoso livro, a mais velha das irmãs Brontë, Charlotte, escreveu um romance de formação com nuances góticas e vitorianas. A trama segue atual, sem deixar uma rota de fuga, dando-nos apenas a opção de apreciar cada detalhe de Jane Eyre. O clima de constante indignação durante toda a obra é a essência de Charlotte, que expõe questões de religiosidade, classes sociais e sexualidade, principalmente no cerne do espaço da mulher em sociedade.

Anúncios
Resenha

[RESENHA] “A Amiga Genial”, de Elena Ferrante

O primeiro romance da tetralogia napolitana imerge à história de amizade de duas mulheres, Elena Greco (Lenú) e Rafaella Cerullo (Lila). A narração é iniciada em meados da década de 1950. O período do pós-guerra, a dominância da máfia na Itália, o machismo e a pobreza, formam o plano de fundo tecido magistralmente pela escritora.

Resenha

[RESENHA] “Um amor incômodo”, de Elena Ferrante

Elena Ferrante é o pseudônimo de uma autora italiana – eu acredito realmente que se trata de uma mulher – que teve o seu primeiro livro (Um amor Incômodo) lançado no ano de 1996. Porém, a publicação só chegou ao Brasil ano passado.

Resenha

[RESENHA]: “Perto do coração selvagem” de Clarice Lispector

Livro: Perto do coração selvagem Ano: 1943 Páginas: 202 Editora: Rocco Gênero: Romance Autora: Clarice Lispector Perto do coração selvagem é o romance de estreia de Clarice Lispector. Demorei um pouco neste livro, cada página lida era um choque realístico, um tapa que nos faz acordar para algo que nem sabíamos existir. Por suas páginas… Continuar lendo [RESENHA]: “Perto do coração selvagem” de Clarice Lispector

Resenha

[RESENHA] “Para você não se perder no bairro” de Patrick Modiano.

Livro: Para você não se perder no bairro Ano: 2014 Gênero: Romance Páginas: 144 Editora: Rocco Autor: Patrick Modiano Tradução: Bernardo Ajzenberg Um convite à reflexão sobre nossas lembranças e a inerente solidão humana. De leitura clara e direta, Patrick Modiano, vencedor do Prêmio Nobel de Literatura de 2014, nos apresenta um livro capaz de levantar reflexões, principalmente relacionadas às lembranças dolorosas… Continuar lendo [RESENHA] “Para você não se perder no bairro” de Patrick Modiano.

crônicas

ensaio sobre quando te agradecerei

da minha boca, custosa para anunciar que te louvo, brota a necessidade de exclamar que te agradeço. Pateticamente disforme, assim como tudo em que toco às mãos, tento moldar o que você merece ouvir, sobre o que tem o direito de saber, apontar quase como uma obrigatoriedade acordada entre eu, tu e o cosmos. hoje,… Continuar lendo ensaio sobre quando te agradecerei

contos, crônicas

arrisco-me antes que se vá

a porta não estava totalmente fechada e pude ver da cama o filete de luz amarelada que escapava pela fresta. seguida por uma névoa que saía sem pressa para dominar inteiramente não somente o banheiro que observava, mas o quarto em que estava. sonolenta me escondo nas cobertas e tento aguçar o ouvido para ouvir… Continuar lendo arrisco-me antes que se vá

cartas, textos

quando penso em me apaixonar

quando grito quero fazer que o mundo acorde, que ouça meus lampejos de loucura, que atente para a vida que há lá fora, para a vida que há aqui dentro. Tentando fazer que as atenções sejam lançadas, que as súplicas ouvidas, que os beijos em desejos sejam dados e sejam capazes de fazer com que… Continuar lendo quando penso em me apaixonar