Resenha

RESENHA: “Cem sonetos de amor”, de Pablo Neruda

ando penso em Neruda, o romantismo e o encanto pelo cotidiano me vêm à cabeça. Desde adolescente, quando tive o primeiro contato com o autor, me encantei pela maneira simples, mas totalmente apaixonada, com a qual ele descrevia a vida e seus amores.

Anúncios