Livro: A Revolução dos Bichos
Autor: George Orwell
Ano: 1945 | Edição no Brasil: 2007 
Páginas: 152
Editora: Companhia das Letras
Gênero: Romance satírico 
Tradução: Heitor Aquino Ferreira

 

arevoluçãodosbichos


Clique aqui e compre esse livro na Amazon para apoiar nosso blog 🙂

Temos aqui um livro lançado em 1945 do escritor inglês George Orwell, um clássico. Não temos muito para onde ir, a não ser em direção a essas pouco mais de 150 páginas de um romance satírico que narra a história dos animais da fazenda do solar.

Quando os animais começaram a perceber como vivem, e esse é o lampejo único de percepção crítica da realidade, eles tomam a fazenda dos humanos e passam a viver a partir de seus próprios mandamentos. O enredo, recheado de metáforas, nos mostram a nítida aversão do autor por qualquer espécie de regime autoritarista. O idealismo que os animais tiveram no início da revolução, sendo agora comandada pelos porcos, foi se alterando no mesmo ritmo em que o sistema que fora antes derrubado, deu origem a outro igualmente terrível.

A revolução dos bichos continua atual. Acredito que é justamente por isso que tudo se torna aterrorizante. A minha experiência de leitura teve três momentos: o começo, carregado de espanto, o desenvolver, momento em que me liguei verdadeiramente com a história e passei a me incluir nela, e o final, que me deixou… Como posso dizer, sem palavras.

A leitura do livro reforçou um ponto crítico que, infelizmente, já não nos é estranho. Ao perceber que, se não somos ativos, e nos deixamos levar pela apatia e passividade, podemos facilitar a instauração de sistemas totalmente autoritaristas. A falta de percepção crítica e a ação de nos tornarmos alheios aos assuntos sociais, nos transformam em hipócritas, que tanto bradam, mas que, no final, abaixam a cabeça e acatam.

Um livro para ser lido e relido, despertando o incômodo, a busca pela dádiva de questionar. Aquela leitura rica que nos mostra, por meio de excelentes figuras de linguagem, as relações de poder existentes na humanidade. O autor exibe com clareza que nada é perfeito, e nosso papel é criticar até mesmo aquilo que pensamos admirar.

Um livro imperdível, que todos deveriam ler.

“Todos os animais são iguais, mas alguns animais são mais iguais que os outros.”

Anúncios

5 comentários em “[RESENHA] “A Revolução dos Bichos”, de George Orwell

  1. Bom livro, boa leitura.
    Recomendo, na mesma esteira, “Fazenda Modelo”, fábula de Chico Buarque escrita em 1974. Se a sátira “A revolução dos bichos” é vista como dirigida à União Soviética comunista, a fábula “Fazenda modelo” seria uma mostra dos problemas enfrentados pela sociedade brasileira, reprimida e emoldurada pelos mandos da censura da época. Vale a pena ler.

    Curtido por 2 pessoas

      1. Este ano, provavelmente em abril, eu lanço um livro (o segundo), na verdade uma fábula também, onde os animais, em luta com os humanos, defendem a existência de alma e inteligência entre eles. Um livro com um viés kardecista.

        Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s